Acupuntura na Gravidez

Acupuntura na Gravidez. Você deve evitar?

 

Muitas mulheres temem se submeter ao tratamento por Acupuntura após engravidar por medo de complicações na gestação ou por imaginar que as agulhas possam ferir o bebê. De fato, alguns pontos devem ser evitados, principalmente os que se localizam no abdomem. Mas a Acupuntura tem uma longa história no campo da ginecologia, em especial na gravidez. Muitas pessoas conhecem a eficácia da Acupuntura no tratamento de Fertilidade, mas pouco sabem de seus benefícios nas fases seguintes. Então após engravidarem estas mulheres abandonam a Acupuntura e deixam de aproveitar os benefícios em sua gestação.

Você sabia que a Acupuntura pode virar o bebê e colocá-lo na posição correta para o parto?

Sim, existe um ponto específico para isso. Normalmente ele é estimulado com môxabustão e o resultado é fantástico. Outros pontos tem a função de manter a saúde da mulher e do bebê e alguns deles tem nomes bastante sugestivos, como o ponto 9 do meridiano do Rim, cuja tradução é ¨homenagem aos esposos¨. É um ponto específico para a saúde do feto e a mulher deve utilizá-lo como um cuidado a mais para que corra tudo bem com a criança, a partir do quarto mês de gestação.

Existem cuidados a serem tomados e períodos específicos para cada ação, mas a Acupuntura de fato é uma aliada na gravidez. Através dela, mantemos a gestação evitando situações que possam provocar abortos e preservamos a saúde da mulher preparando-a para o parto.