A Ginecologia e a Acupuntura

Os primeiros textos sobre Ginecologia na Medicina Chinesa datam de 1290 A.C.

A saúde da mulher, em especial a gravidez e o parto, já fazia parte das preocupações dos médicos chineses da antigüidade. Técnicas de aumento da fertilidade também foram desenvolvidas tanto para homens quanto para mulheres e são reconhecidas e utilizadas atualmente.
Hoje, a medicina ocidental reconhece a eficácia deste conhecimento no auxilio a pacientes que se submetem a tratamentos de fertilização. Podemos falar ainda de outras doenças como miomas, corrimento vaginal, cistite, cólicas menstruais, TPM, menopausa e muitas outras.

A observação de aspectos como as fases da lua eram e são ainda utilizados para regulação do ciclo menstrual, e a Acupuntura desenvolvia papel preponderante durante a gravidez para dar solidez a saúde da mãe e da criança. Ainda hoje isto é de suma importância e utilizamos estas técnicas na nossa clínica. Muitas mulheres tem medo de se submeter a Acupuntura quando estão grávidas mas isso não procede. Existem “pontos proibidos” durante a gravidez,  mas outros são extremamente benéficos para a circulação do sangue e até mesmo para colocar a criança na posição ideal para o parto normal.  A Acupuntura tem uma longa história no tratamento da mulher e é poderosa auxiliar em tratamentos como cistite, cólicas menstruais, TPM,  menopausa e muitas outras.