A Acupuntura e a Respiração

Talvez a respiração seja a mais importante e menos valorizada função do corpo humano. Nem sempre nos damos conta de que ela acontece o tempo todo e que sem ela simplesmente morremos. Atualmente em nossas sessões de Acupuntura, introduzimos a respiração ao método de tratamento, pois estamos diante de uma revolução para aqueles que se propõem a desvendar este novo mundo. Apenas para iniciar o assunto, estabelecemos uma ligação direta da respiração com nossa vida celular, nossa circulação sanguínea e nossa ligação com o Universo por via aérea. Através dela ativamos nossa memória universal e nos colocamos diante  da nossa origem. O resultado é a conexão com nossa essência e a sensação de estarmos plenos com o que somos. Não precisamos de mais nada. Nos bastamos com aquilo que o mundo nos oferece.

Na prática da Acupuntura tradicional, existe o momento certo para se inserir a agulha sincronizando a punção com a respiração, dependendo do resultado que se procura. Esta técnica foi repassada através dos séculos pelos mais antigos mestres da Medicina Tradicional Chinesa que já haviam descoberto esta conexão. No organismo a respiração profunda se traduz em aquecimento interno, diminuição dos batimentos cardíacos e a tranquilidade da mente. Neste ponto podemos ligar a respiração ao controle da ansiedade quando então ela se torna a principal ferramenta de auto cura para este mal. Não por outra razão, a respiração é a base da maioria das práticas de Meditação, Yoga, Taichi Chuan e muitas outras oriente a fora.  Respirar é como alimento. Você deve cuidar da quantidade  e da qualidade e assim experimentar todos os benefícios físicos e emocionais desta prática. Respire profunda e lentamente e seus horizontes se abrirão.