A Acupuntura e a Fertilidade

A Acupuntura pode ser mais eficiente e saudável para o tratamento da infertilidade do que os conhecidos remédios Clomid e Omifin. É o que afirmam pesquisas internacionais, que identificaram que o método milenar da Medicina Tradicional Chinesa curou mais mulheres do que as medicações com clomifeno, droga de fertilidade mais prescrita no mundo. O alto índice de sucesso acontece principalmente porque a técnica ajuda a aliviar o stress causado pela expectativa da gravidez, fator altamente prejudicial ao sucesso da fecundação.

O Tratamento por acupuntura procura trabalhar a produção e a circulação do sangue, pois tanto a mãe quanto o feto dependem do sangue para nutrir o crescimento da nova vida que vem por aí. A espessura do endométrio também tende a aumentar com o tratamento. Além disso, o emocional deve estar equilibrado também. Além disso é importante frisar que cada vez mais, e em especial no campo da fertilização, as duas medicinas – tradicional e oriental – somam forças e são muito mais eficientes atuando juntas. Por isso, é recomendável que a mulher que deseja engravidar faça sessões de acupuntura regularmente antes da transferência e durante a gravidez.

Após engravidar a mulher pode fazer Acupuntura?

Muitas mulheres tem medo de fazer acupuntura ao estarem grávidas, mas é importante seguir com o tratamento para consolidar a gravidez e até evitar abortos. Existem pontos “proibidos” durante a gravidez, mas também existem pontos extremamente benéficos a saúde de mãe e filho

Acupuntura funciona apenas para mulheres?

Os homens também são assistidos pelos tratamentos de acupuntura, principalmente no que tange a motilidade dos espermatozoides e controle do stress. Pontos específicos de acupuntura e moxabustão aumentam não só a produção mas a qualidade espermatozoides. Há ainda o tratamento para aumento da libido, neste caso, para ambos os sexos.